Falha na cirurgia

Operei e ainda estou com dor. O que deu errado?

A maioria dos pacientes que experimentam dor contínua após a cirurgia vem do fato de que o local operado não é de fato a causa da sua dor.

Usamos o termo “FALHA NA CIRURGIA” para descrever a condição de pacientes que não tiveram um bom resultado com a cirurgia de coluna vertebral e apresentam dor contínua após a cirurgia. Apesar de todos os cuidados e precauções, há alguma razões que explicam esta situação.Infelizmente pode acontecer com o melhor cirurgião e as mais corretas indicaçoes.

Razões para Falha na Cirurgia e PERMANÊNCIA DA Dor NEUROLOGICA OU MUSCULAR após a Cirurgia:A cirurgia da coluna vertebral é basicamente capaz de realizar duas coisas: 1. Descomprimir uma raiz nervosa que está sendo pinçada.2. Estabilizar uma articulação dolorosa. Infelizmente, a cirurgia da coluna vertebral não pode literalmente acabar com a dor de um paciente. Através dela, um cirurgião bem treinado é capaz de mudar de anatomia (ou lesão anatomica) que é uma causa provável de dor nas costas. Por isso a importância de um diagnóstico correto. Pq ele pode continuar com a dor: lesão de nervo, lesão de musculo, pseudoartrose, níveis insuficientes ou errados, degeneracao do nivel adjacente,outras causas de dor que não se originam coluna (por ex sacroiliete) QUALQUER TIPO DE CIRURGIA DE COLUNA PODE “FALHAR”? Alguns tipos de cirurgia de coluna são mais assertivos em termos de aliviar os sintomas e dores de um paciente do que outros procedimentos. • Uma discectomia simples para hérnia de disco lombar que está causando dor nas pernas é uma operação bastante favorável. No entanto, uma discectomia simples para uma hérnia de disco lombar para pacientes que também tem dor lombar é menos provável que seja bem sucedido. • Uma fusão vertebral para instabilidade espinhal (por exemplo, espondilolistese) é uma operação relativamente previsível. No entanto, uma cirurgia de fusão multi-nível lombar doença degenerativa do disco é muito menos provável que seja bem sucedido na redução da dor de um paciente após a cirurgia.

OUTRA CAUSAS DE DOR APÓS A CIRURGIA:

  • Existem outras causas menos comuns para que a dor persista após a cirurgia.
  • Cirurgia de fusão/artrodese: quando o próximo nível degenera e se torna um causador de dor
  • Cirurgia de descompressão lombar: descompressão inadequada de uma raiz nervosa
  • Fibrose ou tecidos cicatriciais: formação de tecido cicatricial em torno da raiz do nervo
  • Reabilitação pós-operatória: dor contínua causada por outro ponto gerador da dor.

Ainda não houve a fusão esperada. É necessário re-operar?

Nas imagens pós-operatórias, nem sempre é possível determinar se a coluna vertebral de um paciente se fundiu, e pode ser ainda mais difícil determinar se uma cirurgia de fusão adicional é necessária. Em geral, aguardamos pelo menos três meses para obter uma fusão adequada mas pode levar até um ano após a cirurgia. Por esta razão, a maioria dos cirurgiões não vai considerar uma reoperação se o tempo de reabilitação foi inferior a um ano.

Quando outro nível passa a ser o motivo da dor.

Um paciente pode sofrer dor recorrente porque o nível acima ou abaixo do segmento que foi fundido com êxito pode quebrar e tornar-se o causador da dor. Esta degeneração é mais provável de ocorrer após uma fusão de dois níveis, por exemplo em L4-L5 e L5-S1. Paciente na faixa etária de 30 a 50 anos também são mais propensos.

Por outro lado se apenas o nível L5-S1 é fundido é bem mais difícil que esta dor venha a acontecer. Este segmento normalmente não tem muito movimento e portanto a fusão deste nível não altera a mecânica na coluna. A maior parte do movimento na nossa coluna está no nível L4-L5 e, em menor grau, no L3-L4.

As lesões de transferência são muito mais comuns em condições degenerativas da osteoartrite como a espondilolistese degenerativa por exemplo e muito menos comuns em problemas de degeneração discal.

REABILITAÇÃO

Após um diagnóstico pré-operatório incorreto, a reabilitação pós-operatória inadequada é provavelmente a segunda causa mais comum de dor nas costas após a cirurgia. Muitas vezes o processo de reabilitação pode levar meses, podendo chegar a um ano. Um programa de reabilitação pós-operatório inclui alongamento, fortalecimento e condicionamento é uma parte importante de qualquer cirurgia de coluna bem sucedida. Em geral, quanto maior a cirurgia (mais níveis) e quanto mais tempo um paciente tiver seus sintomas pré-operatórios, mais longa e difícil será a reabilitação pós-operatória. É muitas vezes muito mais razoável para continuar com a reabilitação após a cirurgia da coluna vertebral do que considerar cirurgia adicional (com algumas exceções, como se houve uma hérnia de disco recorrente).

Muitas vezes, a cirurgia da coluna é necessária para fornecer suficiente alívio da dor nas costas para que o paciente possa iniciar um programa de reabilitação. Após a cirurgia é comum o paciente imaginar que está curado e nenhum tratamento mais adicional é necessário. No entanto terapias continuadas e reabilitação são geralmente necessárias para um resultado satisfatório.

Após a cirurgia da coluna, um acompanhamento e reabilitação profissional é muito importante. Se houver dor contínua após a cirurgia, apesar do tempo adequado para cicatrizar e reabilitar, novos exames podem ser justificados para descobrir se há uma nova lesão ou um tipo diferente de problema que poderia contribuir para a dor do paciente.

Importante ressaltar que na falha da cirurgia não há cenários típicos. Cada paciente é diferente. Seu problema e situação são particulares. Um tratamento especifico e individualizado é sempre a melhor opção.

 

Author:

Share This Post On