CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA – ENTENDA COMO FUNCIONA

O termo CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA  DA COLUNA não se baseia somente no tamanho das incisões mas sim no conceito de agressão mínima às estruturas mais nobres da coluna como os músculos e os nervos.

As técnicas mini-invasivas foram desenvolvidas como uma evolução da cirurgia posterior aberta convencional, já que estas produziam resultados insatisfatórios. Eram comuns os relatos de pacientes com dores neurológicas e musculares crônicas depois da cirurgia.  Assim, um dos grandes avanços da cirurgia mini invasiva está na redução da manipulação dos nervos e músculos da coluna. Esta manipulação, necessária  nas cirurgias posteriores, pode causar lesões  nos nervos com perda de movimentos e também  dores crônicas pela fibrose dos nervos e músculos.

Considerando trabalhos que comprovam que a maioria dos maus resultados eram relacionados à manipulação dos nervos e dos músculos da parte de trás da coluna novas tecnologias foram desenvolvidas permitindo que os cirurgiões pudessem realizar as cirurgias pela frente da coluna (barriga) e principalmente pela lateral da coluna (cintura), evitando a manipulação posterior.

Mesmo a cirurgia convencional, posterior, ao longo dos anos também foi aperfeiçoada e já apresenta menor agressividade e menores incisões mas, ainda com a necessidade de manipular os nervos e músculos para sua efetivação. Um exemplo é a técnica chamada TLIF mini-invasivo, que é feito por trás, com pequenas incisões, mas que precisa afastar nervos e músculos para realização da artrodese e a colocação dos parafusos.  

Diante disso dentre as técnicas minimamente invasivas existentes, as de acesso lateral (Xlif,Llif) e as de acesso anterior (ALIF) são as nossas escolhas, pois assim podemos minimizar as lesões descritas oferecendo uma alternativa mais segura e confortável ao paciente.

Tratamentos relacionados

Dr. Juliano Lhamby é ortopedista especializado em Cirurgia de Coluna Minimamente Invasiva. Por dois anos realizou treinamento nos EUA no tratamento das doenças da coluna.
Leia Mais
Em breve!
Leia Mais

REDE CREDENCIADA

Loading map...

Loading

Dúvidas, sugestões, entre em contato com o formulário